Meu teste deu positivo e Agora?

Fiz o exame e deu positivo e agora?

Nascemos, crescemos, seguimos os nossos rumos e depois morremos, essa é a ordem natural das coisas, mas e quando nos damos de cara com uma doença como a Aids em nossas vidas? Muita gente se descobre soropositivo quando já está com a Aids instalada no organismo, isso quando o número de células de linfócitos CD4 está abaixo de 300 cópias por milímetro cúbico e a carga viral elevada, ou seja por diagnóstico tardio, essa notícia pode nos chocar mais ainda fazendo com quê nossas células de imunidade ainda caiam mais ainda com a depressão e angústia dessa notícia que pode mudar de vez o modo em que pensamos e vemos a vida.

Muitas pessoas se entregam nessa primeira fase de descoberta, optam em não fazer o tratamento, fogem dos serviços de saúde, o sentimento de culpa e impotência toma de conta da pessoa, mas ao analisar mais profundamente percebemos que não somos culpados por ter sido infectado ao HIV, e ter desenvolvido Aids ou não, trata-se de algo que foge ao nosso controle, podemos culpar alguém por esse desenvolver câncer?

O Brasil é um dos países que adotou do Testar e Tratar, antigamente quando você descobria seu resultado positivo tinha que esperar até que os parâmetros de carga viral e cd4 estivessem baixos para realizar o tratamento, no Brasil ao fazer seu teste caso dê reagente você já pode realizar o tratamento para HIV/Aids.
Poxa mas devo ou não realizar esse tratamento?!

A escolha é individual, porém o tratamento é muito importante pois quanto maior a quantidade de células de defesa em nosso organismo e menor a carga viral, melhor e a nossa qualidade de vida, além do fato que estudos recentes provaram cientificamente que a pessoa com carga viral indetectável tem “ZERO” por cento de chances de infectar seu parceiro(A) caso ocorra algum acidente e o preservativo rompa ou mesmo quando os dois entrem em consenso e pratiquem sexo sem preservativo (não que essa segunda seja uma boa opção, levando em conta que ainda existem outras DST’S como Sífilis, HPV... e que o preservativo é uma arma importante contra a infecção por elas).

A vida não acaba com o diagnóstico do HIV/Aids ela apenas nos dar outra chance de repensar, de se cuidar mais, por fim de começar novamente, com um pouco mais de cuidado em nossas escolhas, além do mais ficar na dúvida não é legal! Se você foi exposto em uma situação de sexo desprotegido, procure imediatamente um serviço de urgência, faça o teste e procura informações sobre a Profilaxia Pós Exposição, você ainda pode evitar se infectar pelo HIV.