Primeiro dia de HEPAIDS 2017

Primeiro dia da Rede no 11º Congresso Brasileiro de AIDS e 4º de Hepatites Virais

11º Congresso de AIDS e 4º de Hepatites Virais 


Hoje foi aberto o 11º Congresso Brasileiro de AIDS e o 4º de Hepatites Virais do Ministério da Saúde, o evento acontece na cidade de Curitiba, Paraná, mais de 4 mil pessoas entre elas, acadêmicos, pesquisadores, gestores e atores do movimento social se reúnem para 4 dias de congresso para debater sobre prevenção combinada e outros temas relevantes na luta contra a AIDS e as Hepatites Virais, a Rede Nacional de Adolescentes e jovens como sempre teve seu protagonismo garantido dentro do contexto do congresso, estando presente no primeiro dia em uma oficina pré-congresso sobre o controle social na resposta contra o HIV que aconteceu na sala Apucarana entre as 08:30-12:30 do dia 26/09, contando ainda com a participação de ativistas do MNCP e do GIV, a oficina foi sobre a importância do engajamento de adolescentes e jovens positivos na resposta contra o HIV e a AIDS nos municípios, a oficina contou com a presença de profissionais de saúde que atuam nos CTA’s/SAE’s e serviços especializados de atenção a PVHIV, além de atores da sociedade civil, os debates ocorreram por 4 horas com muita construção coletiva e direcionamentos para fundamentação dos debates e fortalecimento da sociedade civil organizada. 

Lançamento da Campanha I=I

Durante a oficina sobre controle social a RNAJVHA lançou a campanha Indetectável=Intransmissível, reforçando a importancia de falar sobre a pessoa com carga viral indetectável e como esse status faz bem pra pessoa e para seus parceiros sexuais. 


 

Stand na Vila Social e reunião de AJVHA 

No período da tarde a rede Reuniu seus jovens que já haviam chegado na decoração do STAND na Vila Social do Congresso para ornamentar e elaborar uma agenda de trabalho, isso se tornou possível graças as bolsas concedidas pelo DIAHV para os AJVHA que iam participar do congresso como facilitadores e como parte da equipe da RNAJVHA dentro do contexto do congresso, após a ornamentação foi realizada uma reunião que definiu os pontos prioritários para as atividades do congresso bem como as participações e intervenções dentro da vila social e nos espaços do congresso para melhor participação de todos.

Rede no Congresso

Abertura oficial e Mobilização Social

Antes da Abertura os AJVHA se mobilizaram para a criação de cartazes com frases de ordem sobre os temas transversais que o país enfrenta diante da crise que está vivendo, contextualizando com a juventude, esses cartazes foram levados a frente do Palco da abertura como forma de protesto durante a fala do representante do movimento de AIDS no Brasil, ainda foi lido um documento elaborado pela Articulação Nacional de AIDS a ANAIDS com os desdobramentos e apontamentos das falhas e acertos do Ministério da Saúde em relação a Política de AIDS no país.

Protesto Abertura HEPAIDS2017

Reencontros e recomeços

Ainda no primeiro dia, muitos AJVHA se reencontram ou se conheceram, mostrando que acima de qualquer crise ou desafios o nosso movimento ainda é pautado pelo amor e pela solidariedade, e acima de tudo pela VIDA.